SEXUALIDADE

Hoje vamos falar de um assunto bem complexo: a sexualidade.

Para você, conversar sobre isso é difícil, é tabu? Consegue conversar com sua família?

Escolhi o nome sexual-idade para desenvolver assuntos relacionados a qualquer fase da vida do ser humano.

Somos seres sexuados.

Nascemos de um ato sexual, e por mais estranho que isso pareça, nossos pais tiveram um ato sexual para que fôssemos concebidos. Porém, não sabemos como foi, o que fizeram, quais posições usaram, e nunca perguntamos estas coisas a eles, será que temos coragem para perguntar? Ainda mais sentindo que eles são assexuados, afinal, pai e mãe tem algo de sagrado em nossa intimidade e deixamos de fora o fato de eles serem macho e fêmea.

Mas vamos desenvolver algumas reflexões sobre o assunto: sexualidade, no dicionário Michaelis da Língua Portuguesa, significa:

1. Qualidade ou estado de ser sexual. 2. Conjunto de todos os caracteres morfológicos e fisiológicos, externos ou internos, que os indivíduos apresentam, conforme o sexo a que pertencem. 3. Conjunto de fenômenos da vida sexual. 4. Exaltação ou recrudescimento do instinto sexual. 5. Expressão do instinto sexual; atividade sexual. 6. Segundo Freud (1856-1939), resultado de um complexo processo de desenvolvimento que começa na infância, passando por uma série de fases ligadas a diferentes funções corpóreas, até chegar à idade adulta. Nesse desenvolvimento, a criança passa por um período edipiano, momento em que estabelece um vínculo afetivo com a mãe e considera seu pai como rival. A idade em que a criança supera essa fase é muito importante para suas relações afetivas posteriores.

Já a OMS (Organização Mundial de Saúde), define assim:

Em 2002, um grupo de consultores técnicos da Organização Mundial de Saúde, com a intenção de contribuir para a discussão a respeito da saúde sexual, definiu sexualidade da seguinte maneira:

Sexualidade é um aspecto central do ser humano durante toda sua vida e abrange o sexo, as identidades e os papéis de gênero, orientação sexual, erotismo, prazer, intimidade e reprodução. A sexualidade é experimentada e expressada nos pensamentos, nas fantasias, nos desejos, na opinião, nas atitudes, nos valores, nos comportamentos, nas práticas, nos papéis e nos relacionamentos.

Embora a sexualidade possa incluir todas estas dimensões, nem todas são sempre experimentadas ou expressadas. A sexualidade é influenciada pela interação de fatores biológicos, psicológicos, sociais, econômicos, políticos, culturais, éticos, legais, históricos, religiosos e espirituais. (WORLD HEALTH ORGANIZATION, 2007, tradução minha)

“E o Tempo de Ser - Educação de Essencialidades, da seguinte forma:

Compreende-se sexualidade como sensibilidade psíquica (capacidade de sentir). A sexualidade configura-se na síntese das potências, capacidades e recursos adquiridos ao longo do percurso progressivo-evolutivo sendo, portanto, inerente a condição humana, fonte de manutenção da vida.

Assim, a sexualidade se configura como atributo psíquico que tem como correspondente o cérebro e os sistemas sensoriais (dimensão fisiológica), sendo base de todo o comportamento humano (dimensão psicológica).

Neste sentido, é a sexualidade que determina a forma de ser no mundo e na vida, constituindo um marco referencial na história do indivíduo humano.

Cabe destacar que, na dimensão fisiológica, a sexualidade cumpre função comum a todos os organismos vivos, pois impele o homem à nutrição e à reprodução, pilares para a conservação e sobrevivência de qualquer espécie, sem os quais a existência ou a duração dos corpos no tempo estaria ameaçada.”

Pontuei acima os significados de três vertentes, para que possamos nos aprofundar em nós mesmos, atravessando crenças, mitos e tabus para que estejamos livres para pensar de uma forma mais realista sobre os nossos comportamentos na convivência, nos relacionamentos, seja de que forma forem e em todos os movimentos da vida diária, pois tudo em nós é impulsionado por essa energia chamada sexualidade.

Muitas vezes, quando falamos este termo, logo vamos pensando no ato sexual e em todas as suas intercorrências, mas diante dos significados acima, podemos ver que sexualidade é vida em suas múltiplas manifestações, por exemplo quando estamos preparando um alimento, construindo uma casa, criando algo, cuidando de nossos filhos etc., é esta força que nos impulsiona.

Concluindo então, abordarei nesta página tudo o que diz respeito ao ser humano, composto por três áreas: psíquica, psicológica e fisiológica.

Não estarei somente abordando a vertente do ato sexual, mas todas as vertentes da manifestação de um ser humano, desde a sua formação até seu desaparecimento ou morte.

Texto: Edna Martin




4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo